(62) 3922 3044      contato@centi.com.br

Simples Internacional

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this page

Vem ai o Simples Internacional

Até o fim desse mês de Agosto/2016, estará concluída a proposta do Simples Internacional, segundo o presidente do SEBRAE Guilherme Afif Domingos. Caso Dilma Rousseff seja de fato afastada da presidência, o presidente interino Michel Temer irá viajar para Argentina no final do mês e pretende apresentar o projeto pessoalmente para o presidente Mauricio Macri, já que tem como ideia que o país da Argentina seja o primeiro parceiro a adotar o programa.

O programa do Simples internacional visa alavancar as exportações das micro e pequenas empresas, simplificando a burocracia, a logística e as formas de pagamentos, existente nesse comércio. Hoje as pequenas e médias empresas representam cerca de 1% das exportações brasileiras, apesar de representarem 95% dos negócios, a proposta do projeto pretende aumentar esse número, visto que os empecilhos para vender fora do país ate então, prejudicava muito esses empresários, devido o altos custos e dificuldades para concluir as vendas.

O Simples Internacional tem como inicio quatro principais objetivos. O primeiro é facilitar a logística criando um operador logístico que prestará serviços para as pequenas e médias empresas, com contêiner e embarques, sendo assim as pequenas empresas não precisaram mais ter um serviço exclusivo para isso, poderão usar o serviço desse operador logístico, diminuindo seus custos com o transporte. O segundo será a utilização das próprias moedas, atualmente se usa converter para o dólar, sendo assim comércio para Argentina, por exemplo, será utilizado o real e o peso para as compras e vendas, diminuído o transtorno com câmbio. O terceiro foco é previsto tratamentos iguais entre as alfândegas, ou seja, os países terão aceitação mutuas do licenciamento em suas aduanas. E o ultimo objetivo seria a criação de uma espécie de rede social empresarial, uma plataforma eletrônica onde seria facilitado o intercâmbio entre quem compra e venda fora do país.

Esse projeto esta sendo criado e desenvolvido pelo Sebrae, os ministérios das Relações Exteriores e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a Receita Federal do Brasil, a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, o Banco Central, a Apex-Brasil, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Comentários

Comentários estão desabilitados.