(62) 3922 3044      contato@centi.com.br
Todo o conteúdo publicado em: Notícias

Atualização das tabelas de INSS e Salário Família – 2019

Conforme publicação da Portaria Nº 9 de 15 de Janeiro de 2019, que dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da Previdência Social - RPS, a partir de 1º de Janeiro de 2019 as tabelas de INSS e SALÁRIO FAMÍLIA foram reajustadas.

Tabela de INSS

tabela de inss 2019

Tabela do salário família

tabela do salario familia 2019

Para mais informações, acesse o Diário Oficial da União ou clique aqui.

Leia mais

Alterações nas notas de empenho

  centi 11_810x251

A partir de Janeiro, estarão disponíveis diversas novidades e funções que fazem parte dos processos de melhorias constantes desenvolvidas pela Centi. Entre estas melhorias cabe destacar as mudanças realizadas na tela “CO093 - Nota de empenho”.

O que vai mudar?

A primeira mudança a ser evidenciada é que agora não existirá a coleção “Fonte de recurso”, esta função passa a ficar disponível diretamente na tela principal, podendo informar a “Fonte de recurso” e o “Valor” de forma mais ágil, além de ser possível fazer “Suplementação automática”.

Imagem 01A segunda alteração a ser destacada é a opção para gerar o protocolo diretamente na tela de empenho de forma automática ou buscar um empenho que já foi cadastrado anteriormente, mas esta opção só estará disponível se for solicitada para a equipe de suporte a ativação de parâmetro específico.

Imagem 02

A terceira novidade é a opção para utilizar a fonte de recurso do próprio empenho, para fazer as ordens de pagamento sem ter a necessidade de ser informado manualmente, caso o usuário não queira utilizar a mesma fonte da nota de empenho, poderá ser informada manualmente.

Imagem 03

Por fim, a quarta novidade é que se requisitado ao suporte, os empenhos e liquidações podem ser atestados pelo Controle Interno, utilizando a tela “CI005 - Atestado de controle Interno”. Com isso a organização almejada pela gestão, torna-se mais eficaz. Imagem 04

Muitas outras novidades e funcionalidades foram e continuam a ser implementadas no sistema, entre em contato com o suporte se precisar de auxílio.

Equipe CENTI

Leia mais

Você realmente conhece a história de Brasília?

6_810x251 A História de Brasília já foi tema de séries, filmes e documentários. No entanto, ao contrário do que muita gente imagina, a vontade de construir uma capital no interior do Brasil não nasceu no Plano Metas do Presidente Juscelino Kubitschek.  Desde o fim do século XVlll, pessoas como o Marquês de Pombal e membros do movimento da Inconfidência Mineira já cogitava a transferência da capital para o coração do Brasil. Desde então, com o passar do tempo a construção da nova capital se tornou tão almejada que a Constituição de 1891 reservou a área que posteriormente seria destinada ao Quadrilátero Cruls, região onde está localizado o Distrito Federal. Para isso, em 1982, o então presidente Floriano Peixoto determinou que uma equipe composta por geólogos, botânicos, médicos, engenheiros e outros profissionais, viesse até o Planalto Central para verificar viabilidade do projeto e demarcar a área de 14.400 Km² para a futura capital. A equipe era chefiada pelo geógrafo belga Louis Ferdinand Cruls, nome que batizou a expedição e mais tarde o Quadrilátero. Em 1955, uma nova comissão, aprovada pelo presidente Café Filho e comandada por João Pessoa, visitou a área e fixou as medidas do Quadrilátero em 52 Km². No mesmo ano, Juscelino Kubistchek em um comício, realizado em Goiás, durante a campanha da Presidência prometeu, que se por acaso fosse eleito iria construir a nova capital. Juscelino foi eleito e com a ajuda do povo nordestino conseguiu no dia 21 de abril de 1960, inaugurar Brasília, cidade que é o centro das decisões político-administrativas do nosso país. Fonte: Senado Equipe CENTI.

Leia mais

Você já conhece a Lei de Acesso a Informação?

Você já conhece a Lei de Acesso a Informação?

Muita gente fala da Lei nº 12.527/2011, mas nem sempre sabe exatamente sobre o que ela diz respeito. Em suma, a lei regulamenta o direito, previsto na Constituição, de acesso a informações públicas. Viabilizando ferramentas e meios para que qualquer pessoa consiga consultá-las facilmente. A lei obriga, a União, os Estados, Municípios, os Três Poderes, os Tribunais de Conta, Entidades sem fins lucrativos e até mesmo o Ministério Público a divulgar informações sobre o recebimento e o destino dos recursos que elas receberam. Essa lei designa que a publicidade das informações é a regra e apenas algumas exceções como: dados pessoais e informações que colocam em risco a segurança da Sociedade ou do Estado devem ser mantidas em sigilo de acordo com a classificação dada pela autoridade competente. A pessoa jurídica ou física que pede a informação não precisa dizer o “porquê” ou a causa da sua solicitação. Já a divulgação deve acontecer de maneira proativa e gratuita, pela Administração Pública, sem a necessidade de outra solicitação além da própria lei. Para isto, um município, por exemplo, deve se preparar, criar procedimentos e procurar ferramentas que se atentem ao cumprimento da lei. Uma opção fácil é o nosso Portal Cidadão, ele possui acesso rápido e seguro para os usuários e é uma ótima opção para quem deseja um ambiente de fácil gerenciamento e publicação, fazendo toda diferença na rotina da administração pública.   Até a próxima,   Equipe CENTI

Leia mais

Informativo Orçamento 2018

Informamos que já se encontra disponível no sistema, a Exportação do arquivo do Orçamento referente ao ano de 2018, através do menu Prestação de Contas - Exportação TCM-GO. De acordo com o novo layout disponibilizado pelo TCM, houve alteração nos seguintes pontos: 1 – Arquivo de Programas – PRO No arquivo de programas “PRO”, foi inserido um novo campo obrigatório, Indicador, onde deverá ser preenchido no sistema através da tela CO037 – PPA, como demonstrado figura abaixo. 1   2 – Arquivo de Ações e Metas Os campos Público Alvo e Produto, passaram a ser obrigatórios, e deverão ser verificados e preenchidos no sistema através da tela CO037 – PPA, conforme figura abaixo. Público Alvo 2 Produto 3   3 – Arquivo das despesas DSP O arquivo da despesa orçamentária foi modificado, e a partir de agora, a codificação será enviada ao TCM até o nível de Modalidade de Aplicação e não mais até o nível de elemento de despesa como era antes, conforme exemplificado: Antes – 3190.11   (Até 2017) Agora – 3190.00   (2018 em diante) Em caso de dúvidas, por favor entrar em contato com nosso suporte. Até a próxima, Equipe CENTI

Leia mais