(62) 3922 3044      contato@centi.com.br
Todo o conteúdo publicado em: Dicas Úteis

Sincronize suas homologações com o TCM

A Centi lança uma nova ferramenta para facilitar ainda mais as integrações com o Colare Pessoal e Colare Compras/Licitação, agora é possível sincronizar todas as suas integrações com o Tribunal de Contas. 

Pensando em você, criamos a função “Atualizar homologações” na tela “PC015 - Realizar integração atos de pessoal TCM” e “PC003 - Realizar integração TCM” para os módulos de “Folha de Pagamento” e “Compras/Licitação”. Com ela você poderia sincronizar todos os seus envios que se encontram com a situação “Não homologado”, mesmo que este já tenha sido homologado no tribunal.

+ Colare Pessoal - Integração de legislação
+ Colare Pessoal - Integração de cargos
+ Colare Pessoal - Integração de verbas

Para realizar este procedimento é simples e rápido, basta abrir a tela de integração, selecionar a opção “Atualizar homologações” e buscar os conceitos desejados que deseja sincronizar. 

Ficou curioso e quer saber mais? Entre em contato com nosso suporte pelo telefone 62 3922-3044 ou através do nosso WhatsApp e conheça todas as nossas funcionalidades. 

Leia mais

Exportações de planilhas para o módulo de Compras/Licitação

Um sistema pode facilitar o trabalho realizado pelos servidores públicos com funcionalidades simples e fácil de se utilizar para a realização do mesmo? A resposta é óbvia, sendo este um dever da Centi com nossos clientes. 

Imagine você ter que cadastrar milhares de produtos para uma licitação de forma individual, ou seja, item por item, você faria de forma simples e rápida ou digitaria um por um? Na Centi isso é possível realizar isso com facilidade. Para o módulo de Compras e Licitação existe uma funcionalidade utilizada para exportação e importação de planilhas no formato Excel (xls). 

Temos essa função para facilitar e auxiliar no cadastro de seus processos, trazendo mais agilidade e precisão para informar os produtos ou serviços que deseja. Essa funcionalidade está disponível nas telas:

  • CM006 - Pedido;
  • CM001 - Processo de Compras;
  • CM049 - Cotação.

Sabia que você também pode fazer o seu processo de cotação totalmente online? No sistema, temos opção de enviar sua planilha de cotação para as empresas, via e-mail. Essas opções estão disponíveis nas telas:

  • CM001 - Processo de Compras;
  • CM049 - Cotação.

Ficou com dúvidas ou quer saber mais detalhes? Entre em contato com nosso suporte pelo telefone 62 3922-3044 ou através do nosso WhatsApp e conheça todas as nossas funcionalidades. 

Leia mais

Conheça o Painel de Avaliações – #CentiDrops 4

Não é segredo pra ninguém que a Centi sempre se preocupou com a qualidade do serviço prestado no atendimento de seus clientes e pensando nisso, criamos esta nova ferramenta para te ouvir.

No quarto episódio da nossa sério #CentiDrops iremos te apresentar esta nova ferramenta e como funciona.

Para isso, assista ao nosso vídeo, através do link: https://youtu.be/nDIR4z4JpXg

Logado dentro do sistema, clique no ícone do painel de avaliações e nos ajude deixando a sua opinião, ela é muito importante pra nós.

Todos os comentários serão encaminhados para a diretoria da Centi. O que você achou? Se ainda tem dúvidas, entre em contato com nosso suporte. 

Se ainda tem dúvidas, entre em contato com nosso suporte através do telefone 62 3922-3044 ou através do nosso WhatsApp.

Leia mais

Saiba como organizar o setor de RH da gestão pública com 6 dicas

O setor de RH (Recursos humanos) tem se mostrado cada vez mais estratégico visto as mudanças constantes pelos órgãos reguladores e a implantação do Colare Pessoal. O departamento pessoal é instrumento de geração de valores mais importante em qualquer tipo de órgão público. Apenas com o suor das pessoas envolvidas é que um negócio atinge seus objetivos e perpetua durante anos.

A gestão do Departamento de Recursos Humanos é uma das responsabilidades mais importantes e ao potencializar as relações humanas e o potencial da equipe é o que torna a eficácia de uma equipe, capaz de realizar quaisquer ações como guardiões da cultura da organização, os profissionais de recursos humanos estão diretamente envolvidos com o cerne da estratégia da sua gestão.

Neste artigo, explicaremos melhor como organizar o setor de RH na empresa, desde o planejamento até o acompanhamento individualizado de cada servidor, além de o que pode ser feito com o suporte de um software de gestão e de técnicas avançadas.

1. Comece com um planejamento para o setor de RH

O primeiro passo para organizar o setor de RH é um bom planejamento — e este precisa estar diretamente atrelado ao planejamento estratégico geral do órgão público (PPA, LOA e LDO). Em organizações que não enxergam os recursos humanos como parte essencial do seu planejamento estratégico, é quase inevitável que tudo que foi definido pela gestão acabe indo por água abaixo.

2. Conheça bem o time

Nunca se esqueça que o RH lida com pessoas. Pode parecer óbvio, mas muita gente se esquece que cada indivíduo tem necessidades, ambições e comportamentos distintos. Não existe um manual que se aplique a todas as organizações ou membros de um time. É preciso fazer um diagnóstico personalizado do quadro de servidores, identificando as demandas, objetivos e forma de atuação de cada setor.

Os líderes devem saber ouvir e observar o dia a dia de todos, a fim de detectar problemas e encontrar as melhores soluções. Ao atender as necessidades de cada profissional, a empresa traz a equipe para perto e aumenta o engajamento do time.

3. Estruture o plano de cargos e salários em detalhes

Reúna todas as legislações que trate do plano de cargos e salários, ou plano de carreira. É um tipo de planejamento fundamental em um RH profissionalizado conhecer todas as leis que trate do tema no município. Além de auxiliar na ordenação da organização, também permite que os servidores planejem seu desenvolvimento e trabalhem motivados em busca da evolução profissional.

No planejamento é preciso descrever os cargos e suas atribuições e remunerações para que fique claro para todos os envolvidos. Ao estabelecer esses padrões, é preciso, então, documentar e comunicar a todos os servidores. Crie cartilhas e materiais de divulgação sobre isso.

4. Desenvolva as lideranças da empresa

Vale a pena destacar o papel exercido pelo setor de RH no desenvolvimento de líderes da organização. Um líder não surge por acaso, mas é o resultado de muito investimento e preparo, mesmo quando existe algum tipo de talento para assumir esse papel.

Junto com a gestão de cada departamento, o Recursos Humanos pode ajudar a identificar quem são os talentos na equipe que podem se tornar líderes no futuro e investir no desenvolvimento deles. Além disso, mesmo quem já exerce um cargo que demanda liderança também pode crescer com capacitações voltadas para essas responsabilidades.

Para que uma organização persevere, é fundamental que seus líderes estejam na vanguarda e sejam capazes de enxergar a inovação para levar a administração em frente. 

5. A importância dos softwares

Um sistema de Recursos Humanos completo como a Centi permite que o time de recursos humanos tenha um registro completo de toda a trajetória de cada um dos servidores e utilize essas informações para uma tomada de decisão mais precisa para diversas finalidades.

O sistema Centi pode ser acessado de qualquer lugar e em qualquer momento pelos profissionais que possuam as credenciais de acesso para o sistema, garantindo praticidade e segurança para os dados, centralizando informações de outros procedimentos importantes do RH, como o planejamento de cargos e salários, avaliações de desempenho da equipe, registro de informações funcionais como contratações e desligamentos e muito mais.

6. Acompanhe os trabalhos realizados

Acompanhar o trabalho do servidor é essencial para que o resultado final seja satisfatório para ambos os lados e assim não ter problemas. A métrica de acompanhamento pode ser definida pelo líder do setor e com muita cautela, chegar ao resultado desejado.

Saiba bem as suas ações e as ações de todo o departamento e em caso de dúvidas, entre em contato com nosso suporte pelo telefone 62 3922-3044 ou através do nosso WhatsApp.

Leia mais

5 dicas para criar uma folha de pagamento correta

Estar em dia com as obrigações trabalhistas e tributárias é essencial para o bom funcionamento e uma excelente gestão. Relações transparentes com órgãos federais e com os próprios servidores garantem, para além da satisfação entre as partes, que não se perca dinheiro pagando multas ou enfrentando ações judiciais.

Ainda que o gestor esteja em dia com suas obrigações, é importante também que os documentos oficiais que regem a relação entre empregador e colaborador sejam preenchidos corretamente — mesmo erros simples na elaboração da folha de pagamento do funcionário podem gerar problemas e prejuízos.

Pensando nisso, elaboramos algumas dicas para auxiliar melhor como organizar folha de pagamento e dando 5 dicas para fazê-lo da maneira correta, evitando, definitivamente, equívocos em seu processamento. 

1 - Mantenha um controle rígido da folha de ponto dos funcionários

De acordo com a Lei da Liberdade Econômica, sancionada em setembro de 2019, fica determinado que o ponto dos funcionários em empresas com mais de 20 colaboradores deve ser sempre controlado, sendo que o Ministério do Trabalho e Emprego traz em suas portarias os moldes que essa gestão deve seguir.

Fazer uma boa gestão do ponto dos funcionários, no entanto, é essencial não apenas para atender às determinações da lei, mas também para que o próprio gestor conheça o histórico de seus colaboradores, calcule descontos e bônus e conduza bancos de horas corretamente.

2 - Planeje com antecedência o que fará parte da folha de pagamento

O planejamento de processos também é importante para a elaboração de uma folha de pagamento coesa, mas, muitas vezes, é deixado de lado até mesmo por gestores experientes. Apesar de cansativa, a tarefa deve ser feita para que se diminua a chance de incorrer algum erro na elaboração do documento.

É preciso definir, assim, o que é importante para o gestor — como dados cadastrais e atividades que constarão na folha —, já que apenas desse modo o documento lhe será útil, bem como será possível definir o profissional responsável por cada etapa da confecção.

3 - Classifique os funcionários corretamente de acordo com a função

Uma boa folha de pagamento evita que o gestor fique vulnerável, uma vez que a documentação funciona como histórico da vida dos colaboradores. Ela também é útil para que se apurarem valores precisos nos casos de prestação de contas, pedidos de demissão, cálculo de férias, etc.

Logo, é importante que o gestor classifique corretamente seus funcionários e identifique a que categoria pertencem. Isso é extremamente importante, porque cada uma delas tem uma convenção coletiva própria, que pode ditar regras especiais a serem seguidas pelo gestor.

4 - Reveja gastos extras

Uma vez que todos os servidores já foram categorizados, é hora de repassar a folha de ponto de cada um deles e contabilizar o tempo trabalhado no mês, eventuais benefícios e horas extras a serem pagas. Faltas injustificadas devem ser descontadas e bancos de horas devem ser considerados.

Além disso, adicionais como de insalubridade ou periculosidade, bem como salário-família ou descanso semanal remunerado, também devem ser levados em consideração e creditados. Lembre-se de deixar a política de pagamento clara para qualquer leitor do documento compreendê-la facilmente.

5 - Dê atenção especial ao cálculo de impostos e descontos

Também é fundamental atentar para o cálculo do valor líquido a ser pago aos servidores, após a dedução de benefícios legais — a exemplo do vale-transporte — e contribuições regulamentares ou outros descontos em folha.

O cálculo da contribuição feita para o INSS deve ser realizado pelo gestor tendo como base a faixa salarial, sendo os valores retidos diretamente na fonte. Apontar os valores corretos na folha de pagamento é essencial para quem quer evitar problemas legais no futuro, sendo importante redobrar a atenção nesse sentido.

Dica extra - Não se esqueça do pagamento de benefícios especiais

Colocar na folha de pagamento valores de benefícios considerados especiais também é crucial para quem quer evitar erros — como é o caso de comissões, programa de participação nos lucros, licença-maternidade ou mesmo adicionais.

Novamente, vale ressaltar que sistemas informatizados e softwares personalizados são de grande valia para a organização de dados e o controle das rotinas do departamento pessoal como um todo, com segurança e agilidade. Dê preferência àqueles que trabalham com sistema em nuvem e permissões para acesso.

A Centi é esse sistema e muito mais. Um sistema totalmente na nuvem e web, podendo ser acessado de qualquer lugar do mundo. Conheça mais sobre nosso sistema, entre em contato conosco através do nosso suporte pelo número 62 3922-3044 ou por nosso WhatsApp.

#FiqueSeguro #FiqueEmCasa

Leia mais