(62) 3922 3044      contato@centi.com.br
Todo o conteúdo publicado em: Variedades

Conheça a função de contabilização automática de receita

Quantas horas de trabalho são gastas para realizar a contabilização de receitas oriundas de rendas locais no seu município? Você sabia que a Centi possui uma funcionalidade capaz de realizar estes lançamentos de forma automática diretamente da arrecadação? 

Atualmente o sistema conta com essa funcionalidade onde o contador poderá contabilizar de forma simples, rápida e prática todas as rendas locais do município.

Como funciona a contabilização automática?

Bem, o departamento de arrecadação fica encarregado de importar diariamente os arquivos de retornos (febraban), baixando os tributos abertos e estes tributos que foram baixados através desse arquivo ficarão disponíveis a serem importados para o sistema da Centi.

O contador ou auxiliar contábil deverá utilizar a tela “CO447 - Contabilizar rendas locais” onde deverá informar quais as rendas e o período para realizar a contabilização. Em seguida o responsável pelos lançamentos poderá identificá-los através do extrato contábil ou da tela “CO091 - Lançamento de receita orçamentária”.

Caso o tributo tenha sofrido alteração, a exclusão também pode ser feita de forma simples e rápida utilizando a tela “CO025 - Contabilização receita” daquele período (diário) que foi contabilizado automaticamente. Cabe salientar que a exclusão não poderá ser realizada através da tela “CO091 - Lançamento de receita orçamentária” para garantir a integridade das informações.

Em caso de dúvidas, entrar em contato com nosso suporte através do telefone ou WhatsApp através do número 62 3922-3044.

Leia mais

Mudanças nos tipos de alteração orçamentária

É sabido pela maioria dos contadores das mudanças ocorridas nos tipos de alteração orçamentária promovidas pelo Tribunal de Contas (TCM) incluindo dois novos tipos de alteração. 

1

Como utilizar estes novos tipos?

Caso a alteração orçamentária se restrinja a modificar a modalidade de aplicação, o elemento de despesa e/ou a fonte de recursos e o município não pretenda que tal alteração seja considerada suplementação, o layout do arquivo AOC deverá ser preenchido da seguinte forma, utilizando os tipos de alteração, os tipos 17 e 18:

1º passo: Informar, por meio do tipo de alteração 17, onde estavam originariamente os recursos orçamentários a serem transportados, indicando a codificação de Programa, Órgão, Unidade Orçamentária, Função, Subfunção, Natureza da Ação, Número do Projeto/Atividade e a Natureza da Despesa contendo Categoria Econômica, Grupo, Modalidade de Aplicação e Elemento de Despesa, além da Fonte/Destinação de Recursos.

2º passo: Informar, por meio do tipo de alteração 18, para onde irão os recursos orçamentários transportados, indicando, da mesma forma, a codificação de Programa, Órgão, Unidade Orçamentária, Função, Subfunção, Natureza da Ação, Número do Projeto/Atividade e a Natureza da Despesa contendo Categoria Econômica, Grupo, Modalidade de Aplicação e Elemento de Despesa, além da Fonte/Destinação de Recursos.

Contudo, o sistema “Analisador Web” somente permitirá a utilização dos tipos 17 e 18 conforme os seguintes critérios:

1 - O somatório dos valores das alterações do tipo 17 (Alteração da Modalidade, Elemento e/ou Fonte/Destinação - Origem) DEVE SER IGUAL ao somatório dos valores das alterações orçamentárias do tipo 18 (Alteração da Modalidade, Elemento e/ou Fonte/Destinação - Destino), que tenham a mesma “programação”, neste caso específico considerando “programação” como sendo o conjunto das codificações de Programa, Órgão, Unidade orçamentária, Função, Subfunção, Natureza da Ação, número do Projeto/Atividade e os dois primeiros dígitos da Natureza da Despesa (categoria econômica e grupo). Desse modo, é permitida a movimentação de recursos alterando somente, ou em conjunto, a Modalidade de Aplicação, o Elemento de Despesa e a Fonte de Recursos.

2 – Para alterações orçamentárias do tipo 18 (Alteração da Modalidade, Elemento e/ou Fonte/Destinação - Destino), a “programação” deve existir no orçamento ou nos créditos adicionais, igualmente considerando, neste caso específico, “programação” como sendo o conjunto das codificações de Programa, Órgão, Unidade Orçamentária, Função, Subfunção, Natureza da Ação, Número do Projeto/Atividade e os dois primeiros dígitos da Natureza da Despesa (categoria econômica e grupo). Desse modo, não é permitido que o recurso seja movimentado caso seja alterado algum dos códigos que compõem o que se definiu no sistema, para esse caso, como “programação”.

Lembrando que ao utilizar este tipo de alteração orçamentária, este não entrará para o índice de gastos.

E o que muda no sistema Centi?

Ao observar as alterações do tribunal, a Centi aproveitou-se da oportunidade devido a alta demanda de contadores e disponibilizou na última versão uma funcionalidade ao qual os municípios poderão controlar toda a suplementação de forma diária, semanal ou mensal, visando o melhor para este.

Assim foi criado o campo “Decreto” em todas as telas onde pode ser realizado a suplementação ou redução, sendo este um campo obrigatório onde o decreto poderá ser cadastrado através da tela “CO013 - Decreto suplementação/redução”.

Porque foi feito?

Para gestores que gostam de controlar diariamente as suplementações e reduções emitindo o decreto para este fim de acordo com o percentual de suplementação aprovado pelo Poder Legislativo e ao tribunal de contas aceitar mais de um decreto de suplementação/redução enviados nos arquivos de balancete no “Analisador Web”, esta função foi disponibilizada a todos os nossos clientes. 

Em caso de dúvidas, entrar em contato com nosso suporte através do telefone ou WhatsApp  através do número 62 3922-3044.

Leia mais

Mudanças na tabela do salário família

Desde o dia 13/11/2019 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a Emenda Constitucional nº 103 que altera o sistema de previdência social e estabelece regras de transição e disposições transitórias, entre elas a mudança na tabela do Salário Família, ainda para a competência de Novembro/2019.

De acordo com a norma, todos os servidores e segurados que tenham direito ao benefício devem passar a receber um valor único de R$ 46,54. Os benefícios continuam sendo válidos para àqueles que tenham renda bruta mensal igual ou inferior a R$ 1.364,43. Confira o trecho da Emenda Constitucional 103/2019 na íntegra:

Art. 27. Até que lei discipline o acesso ao salário-família e ao auxílio-reclusão de que trata o inciso IV do art. 201 da Constituição Federal, esses benefícios serão concedidos apenas àqueles que tenham renda bruta mensal igual ou inferior a R$ 1.364,43 (mil, trezentos e sessenta e quatro reais e quarenta e três centavos), que serão corrigidos pelos mesmos índices aplicados aos benefícios do Regime Geral de Previdência Social.

§ 1º Até que lei discipline o valor do auxílio-reclusão, de que trata o inciso IV do art. 201 da Constituição Federal, seu cálculo será realizado na forma daquele aplicável à pensão por morte, não podendo exceder o valor de 1 (um) salário-mínimo.

§ 2º Até que lei discipline o valor do salário-família, de que trata o inciso IV do art. 201 da Constituição Federal, seu valor será de R$ 46,54 (quarenta e seis reais e cinquenta e quatro centavos).

Como era e como fica o salário família

Até então, o INSS e as previdências próprias (RPPS) realizavam o pagamento do benefício de acordo com a remuneração mensal do empregado, da seguinte forma:

1

Agora o salário família passa a ter valor único para todos os servidores com direito ao benefício, da seguinte forma:

2

Vale lembrar que caso a pessoa exercesse duas atividades ou mais, leva-se em conta a soma dos ganhos. Além disso, o 13º salário e o adicional de férias (bônus de 1/3) não são incluídos no cálculo.

Em caso de dúvidas, entre em contato com nosso suporte através do WhatsApp ou telefone: 62 3922-3044.

Leia mais

A tecnologia a favor da transparência no setor público

Há algum tempo a transparência na gestão dos órgãos públicos vem deixando de ser um diferencial das administrações e têm se tornado um requisito básico. Mas, nós sabemos que tornar os processos mais rápidos e transparentes não é algo tão fácil de ser alcançado e principalmente executado. Além de ser uma obrigação legal, a transparência no setor público e o acesso a informações passou a ser uma forma de aproximação entre o governo e a população. De forma mais engajada a sociedade civil tem reivindicado clareza nas atividades públicas e cobram os gestores para que isso aconteça. É justamente nesse contexto que a tecnologia surge como uma importante aliada. A implantação de sistemas interligados entre as diferentes áreas como gestão de pessoas, compras, contabilidade, licitações, patrimônio dentre outras otimizam a rotina e tornam as informações mais rápidas e acessíveis.  O principal objetivo da tecnologia é descomplicar e automatizar o maior número de procedimentos possível de maneira simples e confiável. E, qualquer órgão público pode ter acesso a esse tipo de facilidade. As vantagens são inúmeras e vale a pena destacar algumas.

Redução de erros e retrabalho

Os processos manuais e o armazenamento de vários documentos e planilhas nos mais diversos computadores podem ser um dos principais motivos que geram erros graves. Com a ajuda da tecnologia é possível ter um sistema interligado com todas as áreas eliminando e diminuindo esse tipo de falha.

Melhoria na qualidade das informações

Com os processos automatizados as informações estarão todas em um único lugar e por esse motivo acabam se tornando mais confiáveis. Os relatórios se tornam mais práticos e passam a ser mais rápidos e precisos. 

Otimização do tempo e maior produtividade

Os processos que antes eram totalmente manuais e repetitivos passam a ser automatizados e mais organizados. Dessa forma, eles deixam de consumir grande parte do tempo dos servidores e é possível aproveitar melhor a sua equipe estimulando o desempenho de funções mais estratégicas.  Se você deseja ter maior transparência e quer saber mais sobre tecnologias aplicadas à empresas do setor público, entre em contato com a gente e solicite uma demonstração!

Leia mais

Relatórios personalizados: você já conhece essa função?

Os relatórios gerenciais são ferramentas essenciais para que uma gestão seja mais eficiente dentro de qualquer empresa. Pensando nisso a Centi desenvolveu uma funcionalidade que conta com uma grande variedade de relatórios e que podem ser personalizados exclusivamente para a sua gestão. A criação dos relatórios personalizados permitem que o usuário consiga emitir comprovantes de publicação de documentos, licitações, compras, contratos no portal cidadão. Eles também poderão ser utilizados para emissão de termos de admissão, ficha cadastral, termos de planos de saúde, planos odontológicos na folha de pagamento ou em qualquer outro local onde a sua imaginação possa chegar.  Os relatórios personalizados podem te ajudar a obter informações mais precisas e atualizadas, manter as informações da sua gestão mais organizadas, desenvolver um histórico de dados e fazer parte de um planejamento mais estratégico impactando diretamente na tomada de decisões.

Entenda como montar o seu relatório personalizado

Apesar de serem necessários para qualquer empresa, muitas vezes as pessoas encontram dificuldades para construir seus relatórios. A Centi têm trabalhado para ser referência quando o assunto é modernidade na gestão do seu município, portanto visa facilitar ao máximo a interação entre usuário e produto.  Montar relatórios personalizados com a Centi é muito simples. Em primeiro lugar é necessário que o modelo do relatório que você deseja utilizar seja fito em algum documento de texto.  O formato pode ser em DOC ou DOCX e nesse modelo o usuário deve incluir imagens, tabelas, planos de fundo, cabeçalhos, rodapés, cores, fontes e todas as informações que considerar importantes e que deverão ser demonstradas por meio do relatório. O segundo passo é criar esse relatório personalizado dentro do sistema. E, para que isso aconteça o usuário irá encaminhar o modelo que ele mesmo customizou para o suporte da Centi que será responsável pela parametrização dentro do sistema.  Se você precisa melhorar a performance da sua gestão, entre em contato com a gente e solicite uma demonstração!

Leia mais